sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

A MINHA VIDA

Minha vida é uma mentira
Que eu não posso desfazer
Porque se ela se desfaz
Não a consigo viver!

Eu digo aquilo que sinto
Quando estou a escrever
Quem dera fosse mentira
E eu deixava de sofrer!

São como uma noite negra
Os dias da minha vida
São sempre escuros p'ra mim
Estou neles sempre perdida!

As penas da minha alma
São negras como o carvão
Abafam cada vez mais
O meu pobre coração!

Fui ao ribeiro lavar
As penas das minhas mágoas
Minhas penas eram negras
Negras ficaram as águas!

Escrito a 13/09/1997

Sejam Felizes meus amigos!





1 comentário:

Edumanes disse...

A sua vida é uma mentira,
faça para que não seja
aqui exposta a sua escrita
para que eu bem a veja!

Bem eu a consigo ler,
comentando a rimar
você bem saber escrever
mas, eu não sei cantar.

Se eu soubesse com você sabe,
tão lindos poemas escrever
senão caíssem as folhas da árvore
com caem no chão para apodrecer!

Boa noite e bons sonhos amiga Josélia, um beijo.
Eduardo.

Enviar um comentário

Muito obrigado a todos os amigos...que aqui vão deixando as suas belas palavras, com tanto amor e carinho!