sábado, 26 de setembro de 2015

SAUDADES

Tinha tanto para te contar:
dizer que te amo,
te admiro,...
pedir-te desculpa
das minhas incompreensões
de não estar
quando mais precisavas...

...tive todo o tempo
   para o fazer
e não tive tempo nenhum.

Restam-me agora as memórias.
Todas as fotos vivas
Que tirei com o coração...

Aqueles nossos passeios no areal
ali à beira d'água,
as lições de condução
naquele aeródromo de avionetas...

 agora...
quando a saudade aperta,
fecho os olhos,
transporto-me até à praia,
a esses momentos
tão únicos de partilha
e em ti na paz mergulho...

faço-te perguntas,
peço o teu concelho
conto-te as minhas aventuras
e desventuras...

...poderás ter morrido para 
«o mundo»
mas dentro de mim
a tua estrela
continua a brilhar,
a dar-me colo quando
«preciso,
a dar sentido à
minha vida»!

Josélia Micael

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigado a todos os amigos...que aqui vão deixando as suas belas palavras, com tanto amor e carinho!