29/09/15

AS MINHAS PALAVRAS

As minhas palavras vesti-as de aurora,
Dei-lhes a luz do sol a nascer,
E da estrela d'alva a desaparecer
Assim seguiram foram embora!

Uma intensa frescura madrugaria,
Na liquidez pura da água orvalhada,
O silêncio breve de um despertar,
Num compromisso entre noite e dia!

Nós seremos livres, livres p'ra crescer,
Nós seremos livres, livres p'ra falar,
E tomar a forma que nos convier...
Nós seremos livres, p'ra te libertar!

Palavras mais belas com a liberdade,
Vestidas de cor nem parecem elas...
A preto estão tristes sem vontade,
De sorrir não são palavras belas!

Vi-as emergir com melancolia,
E a seguir, fugir pelo tempo fora
Rebeldes então ouvi a sua gritaria...
Nós seremos livres, a partir de agora!

Paz e Bem*

Josélia Micael

Sem comentários: