07/09/14

A ROSA SEM ESPINHOS

Dás teu perfume e carinhos
Dás a todos, sem rigor,
És uma rosa sem espinhos?
Não te entendo, bela flor!

Uma borboleta vaidosa
Com desdém te vai beijar,
E tu? que lhe fazes, rosa?
Sorris: depois de corar!

Chega a sonsa da abelha,
Modera, o seu zumbir;
Chama; ó rosa vermelha?
Bem  me  podes  acudir:

Suga  teu néctar divino,
Gota  a  gota  só  libar...
Sai como um  peregrino, 
Em mel se vai fabricar...

Tanta  lástima  e carinhos,
Tanto dó...  nenhum rigor!
És rosa e não tens espinhos!
Não te  entendo, bela  flor. 

Paz Bem e muito Amor.
Bom Final de Semana
para todos, 
Irmãos em Cristo.*

Josélia Micael

2 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo e doce,Josélia!! Linda poesia ! beijos, ótima e feliz semana! chica

Josélia Micael disse...

Obrigada amiga Chica!!
É sempre muito bom receber o seu comentário!!
Beijos, e boa semana, Felicidades! Josélia