05/04/14

QUERIDO FILHINHO


Querido filhinho
há treze anos que partiste,
da mãe não te despediste.
Foi Deus, que assim quis.

Fiquei para sempre infeliz,
com a saudade e a dor,
de enfrentar a realidade
e aceitar que é verdade
que te perdi meu amor.

Meu filhinho adorado,
para a mãe não faleceste.
Estás onde sempre estiveste,
no meu coração guardado
desde o dia que nasceste.

As saudades são imensas
Que eu tenho dentro de mim
A dor é uma brasa intensa
Que arde, arde e não tem fim.

Que o Senhor te tenha na sua Paz.
Filho querido!

Josélia Micael

Sem comentários: